Presidente cubano denuncia que EUA mentem em sua campanha contra a colaboração médica no exterior

Havana, 26 de junho (RHC).- O presidente Miguel Díaz-Canel afirmou que os EUA mentem em sua campanha contra a colaboração médica cubana no exterior, e tachou de falsa, ilegítima e unilateral a lista elaborada por Washington sobre o tráfico de pessoas no mundo.

“O império mente e trata de confundir. Sua falsa lista é ilegítima e unilateral, sem força moral. Não suportam o exemplo de Cuba”, postou no Twitter.

A lista foi apresentada ontem pelo secretário de Estado, Mike Pompeo, e a assessora presidencial Ivanka Trump. Cuba foi colocada no pior nível desse flagelo, considerando que as brigadas médicas enviadas a outros países são uma amostra de trabalho forçado.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up