Organização britânica condena campanha dos EUA contra cooperação médica cubana no exterior

Havana, 3 de julho (RHC).- A organização britânica Campanha de Solidariedade a Cuba condenou as manobras dos EUA para desacreditar a colaboração médica cubana noutros países, que incluem ameaças de sanções a governos que aceitem a presença dos profissionais da saúde através de convênios bilaterais.

Rob Miller, diretor da CSC, afirmou que a postura de Washington é vergonhosa, e tenciona intimidar nações pequenas e com poucos recursos que precisam dessa ajuda.

Ressaltou que em meio à pandemia, inclusive países com maior desenvolvimento, como a Itália, receberam brigadas médicas cubanas para contribuir na luta contra a Covid-19.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up