Presidente cubano chama ao rigor para manter Covid-19 sob controle no país

Havana, 21 de julho (RHC).- O presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, chamou a trabalhar com rigor para manter sob controle a Covid-19 no país, que entrou nesta semana na terceira fase do processo de recuperação pós-pandemia, exceto as províncias de Havana – ainda na etapa inicial – e Mayabeque na segunda.

Falando na reunião diária sobre a situação epidemiológica, indicou que é preciso cumprir as medidas estabelecidas em cada período de acordo com as características das cidades, povoados e comunidades rurais.

Díaz-Canel apontou que as notícias sobre novos surtos em países que já tinham adotado o relaxamento e o alto número de casos diagnosticados a cada dia nos EUA, Brasil e outras nações mostram que a pandemia ainda não foi debelada.

Daí a importância de manter em Cuba as restrições quanto a lugares fechados e de aglomeração de pessoas, como cinemas, teatros, discotecas e centros noturnos para evitar complicações, sublinhou o mandatário.

Referiu-se ao uso da máscara em ônibus, lojas e outros espaços onde é frequente o contato com muitas pessoas, por ser considerada um meio eficaz para dificultar a transmissão do Sars-Cov2.

Mais adiante, o presidente cubano disse que o governo está acompanhando as opiniões da população em torno da estratégia econômico-social concebida para que o país possa enfrentar a crise global gerada pela pandemia, e reiterou que no programa de televisão “Mesa Redonda” serão explicados e debatidos aspectos relacionados com esse plano.

Nesta segunda-feira, o doutor Francisco Durán, diretor nacional de Epidemiologia do ministério da Saúde Pública, informou de três novos casos em Cuba, dois deles detectados em Havana e um na província de Artemisa.

Um dos diagnosticados na capital é “importado”, ou seja, um viajante que pegou a doença no exterior e estava passando a quarentena num centro de isolamento. Há nove dias não se registram falecidos no país. Dos 2.449 contagiados desde o começo da pandemia, 87 vieram a óbito.

Aliás, o doutor Durán recebeu ontem o Prêmio do Bairro, distinção outorgada pelos CDR – Comitês de Defesa da Revolução, organização de massas presente em todas as comunidades cubanas.

Desde que começou a pandemia ele é o responsável de informar todos os dias, através da mídia, sobre a situação epidemiológica no país. A distinção é entregue a personalidades, coletivos e figuras de diversos setores em reconhecimento a sua contribuição social e à formação de valores, além da admiração e respeito da população.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up