Díaz-Canel chama à recuperação em Cuba após tormenta tropical

Havana, 26 de agosto (RHC).- O presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, chamou a dobrar os esforços no processo de recuperação do país após a passagem da tormenta tropical “Laura”.

“Temos de trabalhar com o conceito que estamos defendendo em torno de que tudo o que for recuperado tem de ficar melhor do que estava antes”, falou na reunião do Órgão Econômico-social do Conselho de Defesa Nacional.

Indicou que embora os prejuízos tenham sido menores do que estava previsto, é preciso não subestimá-los. Do encontro participaram, via online, os governadores de todas as províncias e do município especial Ilha da Juventude.

Indicou que as moradias afetadas devem ser reconstruídas do jeito que fiquem mais sólidas para evitar novas afetações em eventos meteorológicos posteriores. O mandatário cubano exortou a acelerar as ações para restabelecer o fornecimento de energia elétrica, água e outros serviços básicos.

Por sua vez, na reunião diária sobre a situação epidemiológica do país, informou-se sobre a incidência da Covid-19, que continua sendo maior em Havana, a capital.

Informou-se que os centros de isolamento onde são internados os suspeitos de contágio e os contatos dos já confirmados mantêm um índice de ocupação de cerca de 50% dos leitos disponíveis.

Nesta quarta-feira, o doutor Francisco Durán, diretor nacional de Epidemiologia do ministério da Saúde Pública, indicou que nas últimas 24 horas foram diagnosticados 15 casos positivos, a maioria em Havana.

Assim, chegam a 3.759 os contagiados em Cuba desde que começou a pandemia. Uma paciente que estava internada na UTI faleceu. A população cubana é de cerca de 11 milhões de habitantes.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up