Cuba agradece apoio da Somália aos esforços pela volta de dois médicos sequestrados no Quênia

Havana, 6 de outubro (RHC).- Cuba agradeceu à Somália o apoio aos esforços pela volta de dois médicos que foram sequestrados por um grupo armado no Quênia, perto da fronteira comum, e levados a essa nação africana. Ambos estavam prestando serviço à população local no marco do convênio de colaboração em matéria de saúde.

No Twitter, o ministro das Relações Exteriores, Bruno Rodríguez, informou que conversou sobre o assunto com seu homólogo somali, Ahmed Isse Awad, e destacou a disposição de fortalecer os laços bilaterais. Os dois profissionais da saúde cubanos foram sequestrados em abril de 2018.

Noutra mensagem, Rodríguez afirmou que o sistema eleitoral dos EUA é corrupto e antidemocrático, e disse que o governo do presidente Donald Trump está tentando dificultar a votação para influir no resultado das eleições de três de novembro.

“A manipulação à conveniência do sistema eleitoral estadunidense por parte de supostos representantes do povo demonstra quão corrupto e antidemocrático é”, aponta o texto.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up