Radio Havana Cuba

Uma voz de amizade que percorre o mundo

  • Siga-nos em

#NoMasBloqueo #SolidaridadVsBloqueo

Apresentam cátedra da cultura brasileira na Universidade das Artes em Havana

Havana, 27 de janeiro (RHC).- “Vivemos tempos de turbulência, o neoliberalismo apagou os horizontes utópicos, foi-se a luz. Nesta época do pós-modernismo, as soluções dos problemas são individualistas, reina o consumismo, a sociedade consumista, o futuro não está na humanidade, e sim no shopping Center”, afirmou o filósofo e escritor brasileiro Frei Betto em uma palestra dada no Instituto Superior de Arte, onde se inaugurou na segunda-feira a Cátedra da Cultura Brasileira.

O escritor brasileiro explicou que estamos vivendo uma mudança de época: do moderno para o pós-moderno. Uma época na que prevalece o Eu, o indivíduo sobre todas as coisas. Tal mudança ocorrera pela última vez faz 500 anos, nos tempos de Cristóvão Colombo, quando o mundo saltou da Idade Média para a época moderna.

“É verdade que o avanço da ciência e tecnologia tem sido notável, mesmo assim não conseguiu saciar a fome de centenas de milhões de pessoas”, observou. Frei Betto ponderou que diante da nova realidade temos duas opções: a solidariedade ou a mercantilização da vida humana e da natureza.

O intelectual brasileiro deu a palestra no salão nobre do Instituto Superior de Arte, em Havana. O ato de solenidade foi prestigiado pelo embaixador brasileiro Cesário Melantonio Neto, e outras personalidades brasileiras e cubanas convidadas.

O reitor do Instituto, Rolando Gonzalez, deu as boas-vindas aos presentes, destacou que o centro de estudos está completando 40 anos de vida e seu propósito é defender a cultura cubana, a cultura dos nossos povos. E declarou Frei Betto presidente honorário da Cátedra.

 

Editado por Juan Leandro
Comentários
Deixe um comentário
Contador de Visitas

4108968

  • maxima: 19729
  • yesterday: 3618
  • today: 1240
  • online: 174
  • total: 4108968