Cuba prossegue atuação em Tóquio

Havana, 26 de julho (RHC).- Este domingo não foi um dia favorável à delegação cubana que disputa os Jogos de Tóquio, onde algumas de suas figuras ficaram abaixo do seu potencial mesmo não estando nos prognósticos de medalhas.

No ciclismo de estrada, Arlenis Sierra percorreu os 137 quilômetros de asfalto em 3h59m47, válidos para o lugar 34. Na edição anterior, no Rio’2016, ela terminara a prova no 28º.

Agora não teve um bom desempenho nos trechos de subida. Anna Kiesenhofer, da Áustria, deu a surpresa e levou a medalha de ouro, seguida pela holandesa Annemiek van Vieuten e a italiana Elisa Longo.

Na ginástica, Marcia Videaux levou um tombo no segundo intento no cavalo de salto e foi eliminada. Ela decidira participar somente nesse aparelho por considerar que tinha mais chances de avançar na competição.

Por sua vez, a remeira Milena Venegas foi quinta no segundo heat das quartas de final do single scull feminino, peso aberto, e tem de se conformar com disputar as finais C e D dessa prova.

No tiro esportivo, a campeã pan-americana de Lima’2019 Laina Pérez concluiu no 32º lugar entre as 53 que competiram na pistola de ar a 10m. Mesmo assim, foi a atiradora latino-americana melhor colocada.

E a dupla cubana integrada por Lidianny Echevarría e Leila Martínez perdeu para as australianas Taliqua Clancy e Mariafe Artacho em dois sets (21-15 e 21-14) em sua estreia na fase de grupos do vôlei de praia feminino. Ainda faltam as partidas contra uma dupla da Itália a outra do Comitê Olímpico Russo.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up