Cuba denuncia na UNESCO impacto do bloqueio norte-americano no enfrentamento à pandemia

Havana, 9 de junho (RHC).- Cuba denunciou na UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura as dificuldades geradas pelo bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos EUA há quase 60 anos, endurecido durante o governo do presidente Donald Trump.

Falando na sessão extraordinária online do Conselho Executivo da entidade, o representante cubano, Oscar León, sublinhou as restrições decorrentes dessa política na aquisição de medicamentos, equipamentos e insumos médicos necessários para enfrentar a pandemia. E sublinhou que o cerco constitui um empecilho para as relações desta Ilha com organismos da ONU, entre eles a UNESCO.

O diplomata apontou que a hostilidade de Washington dificulta o desenvolvimento de Cuba e afeta o bem-estar da população, e torna mais complexa a batalha contra a Covid-19. E chamou à solidariedade e à colaboração entre países para vencer o novo coronavírus.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up