Reiteram que o voto no referendo constitucional de 24 de fevereiro em Cuba será voluntário

Havana, 5 de fevereiro (RHC).- Maria Esther Bacallao, secretária da Comissão Eleitoral Nacional, reiterou que o voto no referendo de 24 de fevereiro sobre a nova Constituição de Cuba será voluntário, livre e secreto, semelhante aos demais pleitos para os diversos níveis do poder legislativo.

Em declarações ao jornal “Granma”, editado em Havana, Bacallao destacou o trabalho dos integrantes das mesas eleitorais para orientar e esclarecer dúvidas dos votantes, e sublinhou o processo de capacitação dos que exercerão essa função.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up