Ministro cubano afirma que o país se desenvolve apesar do bloqueio norte-americano

Havana, 10 de janeiro (RHC).- O ministro de Economia e Planejamento, Alejandro Gil, afirmou que esse setor não decresceu nos últimos meses apesar das restrições do bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos EUA desde o começo dos anos 60, endurecido pelo presidente norte-americano, Donald Trump.

Falando no programa de televisão “Mesa Redonda”, em Havana, denunciou que Washington apertou o cerco com numerosas medidas, entre elas as sanções e ameaças a companhias de navegação para impedir a chegada de combustível a Cuba. Também se dificultou a importação de matérias-primas, equipamentos e insumos para manter funcionando as fábricas e outros setores do país.

O ministro cubano qualificou de grande mentira o argumento dos EUA de que as pressões são sobre o governo, e não prejudicam o povo cubano, porque todos os segmentos da sociedade têm de enfrentar os problemas gerados pelo bloqueio.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up