Chanceler cubano ratifica “tolerância zero” ante trata de pessoas

Havana, 26 de junho (RHC).- O ministro cubano das Relações Exteriores Bruno Rodríguez reiterou que o país mantém uma política de “tolerância zero” ante toda manifestação de tráfico de pessoas. “Cuba mostra um desempenho exemplar no combate à trata de pessoas”, postou no Twitter.

Rodríguez contestou a decisão do governo dos EUA de colocar esta Ilha no pior patamar no seu informe anual sobre o tráfico humano, condizente com a campanha de difamação contra as brigadas médicas cubanas que colaboram no exterior.

O documento concebido por Washington inclui outras nações que não são afins a seus interesses, como a Rússia, China, Venezuela, Irã, Nicarágua, Coreia Democrática e Síria.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up