Instituição cubana Casa de las Américas chama a erradicar o racismo nos EUA e frear avanço do fascismo

Havana, 19 de junho (RHC).- A instituição cultural cubana Casa de las Américas chamou todas as pessoas a erguerem sua voz para exigir o fim do racismo nos EUA e conter o avanço do fascismo no mundo.

A declaração lembra que o Herói Nacional de Cuba, José Martí, advertiu no século 19 sobre o problema da discriminação racial na sociedade norte-americana.

Indica que ante tanta violência sistêmica, a população negra nos EUA escreveu uma história de lutas, desde os levantes contra a escravidão até os dias atuais, e sublinha que o assassinato de George Floyd e as mortes violentas de outros afro-americanos demonstram que o racismo nesse país funciona como uma maquinaria mortífera fora de controle.

“O sistema é incapaz de controlar seus instintos primitivos, exacerbados desde a chegada de Donald Trump à Presidência”, aponta o documento da Casa de las Américas.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up