ONU adverte que reforma fiscal nos EUA seria devastadora para os pobres

Havana, 18 de dezembro (RHC).- O relator especial da ONU sobre Pobreza Extrema e Direitos Humanos, Phillip Alston, advertiu que a reforma fiscal promovida pelo presidente dos EUA, Donald Trump, teria efeitos devastadores em cerca de 20% da população de baixa renda.

Ao concluir visita de trabalho no país, Alston disse que o pacote, à beira de ser aprovado no Congresso, transformaria a sociedade norte-americana na mais desigual do mundo. Disse que as modificações nas regras dos impostos aumentará a desigualdade na distribuição de renda nos EUA.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up