Presidente da Bolívia condena ingerência do Grupo de Lima nos assuntos internos da Venezuela

O presidente da Bolívia, Evo Morales, condenou a ingerência do Grupo de Lima nos assuntos internos da Venezuela.

Havana, 14 de fevereiro (RHC).- O presidente da Bolívia, Evo Morales, condenou a ingerência do Grupo de Lima nos assuntos internos da Venezuela e repudiou o fato de os países que o integram terem se prestado aos planos golpistas dos EUA.

Ontem, o Grupo questionou a convocação a eleições presidenciais na Venezuela e deixou claro que o presidente Nicolás Maduro não será bem-vindo na próxima Cúpula das Américas, que terá como sede Lima, a capital peruana. Em sua conta no Twitter, Morales indicou que essa posição viola o princípio de não intervenção e atenta contra a Venezuela.

O Grupo de Lima é integrado por 13 dos 36 países do continente americano.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up