Chefe de Estado mexicano diz que Espanha e Igreja Católica devem pedir perdão por crimes na época da conquista

Havana, 26 de março (RHC).- O chefe de Estado mexicano, Andrés Manuel López Obrador, disse que a Espanha e a Igreja Católica devem pedir perdão pelos crimes cometidos contra os aborígines durante a conquista dessa nação e da América Latina.

López Obrador enviou carta nesses termos ao rei Felipe VI e ao papa Francisco. Falando no ato pelos 500 anos da batalha de Centla, na qual os colonialistas espanhóis massacraram os indígenas, o mandatário disse que não busca ressuscitar litígios, e sim tornar evidente os abusos cometidos e exigir o reconhecimento do saque dos recursos naturais do México. Não devem manter-se ocultos, porque embora tentem negá-lo, há feridas abertas, afirmou López Obrador.

O governo espanhol rechaçou o conteúdo da carta, que teria sido enviada há um mês.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up