Aprovam lei para novas eleições na Bolívia

La Paz, 25 novembro (RHC).- O Parlamento da Bolívia aprovou a chamada Lei excepcional e transitória de convocação a eleições gerais a mais tardar em fevereiro de 2020, nas que o presidente Evo Morales não poderá se candidatar.

Estamos dando um passo que se corresponde com a expectativa cidadã de pacificação e saída da situação de crise, afirmou a senadora Adriana Salvatierra, da maioria socialista, ao ser aprovada a lei após duras negociações.

A lei especial dispõe que o Parlamento nomeará dentro de 20 dias um novo Tribunal Supremo Eleitoral encarregado de organizar as novas eleições no prazo máximo de dois meses depois de nomeado.

Para viabilizar a convocação a novas eleições, a disposição anula as eleições de 20 de outubro passado, nas que Evo Morales conseguiu sua terceira reeleição consecutiva como presidente da Bolívia.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up