Recordam atentado contra avião civil cubano em 1976

Havana, 7 de outubro (RHC).- Autoridades e moradores de Havana recordaram o atentado contra um avião civil cubano perpetrado em seis de outubro de 1976, no qual morreram os 73 passageiros e tripulantes. A aeronave caiou no mar logo após ter decolado de Barbados ao explodirem duas bombas colocadas a bordo por terroristas ligados à CIA, Agência Central de Inteligência dos EUA.

O ato decorreu no cemitério de Colón. Haymel Espinosa, filha do copiloto, reiterou que o povo cubano e as famílias das vítimas condenam o crime. Os autores intelectuais da ação, Luis Posada Carriles e Orlando Bosch, foram amparados pelo governo norte-americano apesar do seu longo historial terrorista. Posada vive hoje tranquilamente na Flórida sob a proteção das autoridades.

 

Editado por Maite González Martínez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up