Cuba condena ingerência externa na China

Havana, 6 de setembro (RHC).- O ministério cubano das Relações Exteriores condenou toda ingerência nos assuntos internos da China e os intentos de violar a integridade territorial e soberania do país asiático.

A nota reitera o apoio aos esforços do governo chinês e das autoridades de Hong Kong para reverter a situação atual nesse território, preservar a paz e restaurar a estabilidade. Sublinhou a confiança plena na capacidade e sabedoria das autoridades chinesas para pôr fim às ações de desestabilização e voltar à normalidade na Região Administrativa Especial de Hong Kong.

A chancelaria cubana indicou que as manifestações violentas e atos de vandalismo ali são promovidos desde o exterior e tencionam afetar a ordem política, econômica e social na China, além de gerar insegurança nesse país. “O retorno de Hong Kong à soberania chinesa em 1997 foi um ato de justiça histórica e uma expressão do espírito pacífico da República Popular da China, apesar de ter sido vítima da imposição de tratados desiguais por potências imperialistas”, aponta o documento.

E ressalta que o sólido nível de desenvolvimento com estabilidade e prosperidade econômica foi alcançado a partir da implementação bem-sucedida dos princípios de “Uma só China” e “Um país – dois sistemas”.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up