Presidente cubano aborda com cientistas aspectos da pandemia

Havana, 19 de novembro (RHC).- O presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, se reuniu com cientistas e especialistas engajados no enfrentamento à Covid-19 para examinar o comportamento e prognósticos de incidência da enfermidade no país. Estava presente o primeiro-ministro Manuel Marrero e outras autoridades.

Antonio Aja, diretor do Centro de Estudos Demográficos da Universidade de Havana, disse que nas últimas semanas a faixa etária com mais casos positivos tem sido dos 20 aos 39 anos, e aumentou o número de confirmados entre as mulheres de 15 a 29 anos.

Indicou que a maioria dos assintomáticos na hora de fazer o teste PCR são jovens. Quanto a homens e mulheres, a proporção entre os positivados é a mesma.

Por sua vez, Raúl Guinovart, decano da Faculdade de Matemática e Computação da Universidade de Havana, falou que a curva de confirmados com o Sars-Cov2 em Cuba deve continuar crescendo, porém, mantendo estável a de casos ativos, ou seja, os que estão internados em instalações hospitalares por ainda terem o PCR não negativado.

No encontro, o premiê Marrero reiterou que o plano nacional de prevenção e controle da Covid-19 considera efetivo o uso da máscara para evitar o contágio, especialmente neste momento em que ainda não está disponível no mundo uma vacina.

Nesse ponto, o presidente Díaz-Canel ressaltou que a população cubana está aderindo à cultura de utilização da máscara, e disse que isso gera tranquilidade na população.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up