Ministra cubana de Educação chama a promover a cooperação na Ibero-américa

Havana, 7 de outubro (RHC).- A ministra cubana de Educação, Ena Elsa Velázquez, chamou a respaldar a Agenda Ibero-americana de Cooperação nesse setor, aproveitando as experiências durante a pandemia.

Disse que é preciso avançar na concepção de um currículo básico comum para todas as nações do bloco, fomentar a produção de meios e recursos para a transformação digital do processo de ensino, e compartilhar pesquisas e iniciativas.

Velázquez falou na Conferência Ibero-americana de ministros de Educação, realizada de maneira virtual. Ressaltou que por causa da Covid-19, em Cuba os lares tiveram de se transformar em escolas, e as famílias foram engajadas nesse processo.

Referiu-se às dificuldades geradas no setor pelo bloqueio econômico imposto pelos EUA, que afeta a aquisição de meios de ensino, equipamentos, tecnologias e outros recursos.

A ministra cubana sublinhou que nos últimos meses foram dadas aulas através de um canal de televisão para contribuir a manter a formação dos alunos em meio às restrições dadas pelo distanciamento social, que levaram ao fechamento das escolas em todo o país.

O ano letivo já foi retomado na maioria das províncias. Só resta ativar as escolas nas localidades onde ainda existe um alto risco de contágio com o Sars-Cov2.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up