Venezuela denunciará os EUA na Corte Penal Internacional por crimes de lesa humanidade

Havana, 27 de maio (RHC).- O presidente Nicolás Maduro anunciou que a Venezuela denunciará os EUA na Corte Penal Internacional por crimes de lesa humanidade, especialmente suas ameaças contra navios petroleiros iranianos que transportam combustível à nação sul-americana.

“O governo imperialista de Donald Trump, junto com a oposição golpista, entreguista e antivenezuelana do guaidosismo, persegue todos os dias os alimentos, os medicamentos e a gasolina”, sublinhou Maduro em discurso na televisão. E defendeu o comércio com o Irã a partir do direito das nações independentes à liberdade econômica e de comércio. “O país continuará resistindo ante as pressões norte-americanas”, garantiu o mandatário.

Apesar das advertências de Washington, três dos cinco navios petroleiros iranianos enviados a Venezuela já chegaram a seu destino.

Em Caracas, o TSJ – Tribunal Supremo de Justiça validou a nova Junta Diretiva da Assembleia Nacional liderada pelo deputado opositor Luis Parra, e proibiu a instalação de um parlamento paralelo ou virtual, referindo-se ao grupo instalado pelo legislador Juan Guaidó na sede do diário “El Nacional”.

Na Argentina, o chanceler Felipe Solá afirmou que sanções e bloqueios não terão repercussão positiva na Venezuela. Ao falar num simpósio internacional sobre a situação de refugiados e migrantes, disse que o governo argentino é contra essas medidas porque geram muitos problemas ao povo venezuelano, e destacou o papel do Grupo Internacional de Contato promovido pela União Europeia na busca de soluções concretas para a situação nesse país.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up