Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos condena crimes do EI no Iraque

Havana, 25 de agosto (RHC).- A Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Navi Pillay, condenou os crimes dos extremistas do chamado Estado Islâmico no Iraque, entre eles os assassinatos por motivos de etnia ou religião, conversão religiosa forçada, sequestros e delitos sexuais.

Em comunicado, Pillay disse que essas ações constituem crimes de guerra e de lesa humanidade. Dados da ONU apontam que nas últimas três semanas os extremistas mataram a sangue frio quase mil pessoas no Iraque, além de recrutarem menores de idade para usá-los como escudos humanos.

 

Editado por Juan Leandro



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up