Raúl Castro e Díaz-Canel encabeçaram ato em Havana pelo Primeiro de Maio

Raúl Castro e Díaz-Canel encabeçaram ato em Havana pelo Primeiro de Maio.

Havana, 1º de maio (RHC).- O primeiro secretário do Partido Comunista de Cuba, Raúl Castro, e o presidente Miguel Díaz-Canel encabeçaram o ato pelo Dia Internacional do Trabalho em Havana. Estavam presentes mais de 1.500 convidados de 34 países e representantes de mais de 70 organizações sindicais e de solidariedade, que assistiram ao desfile de dezenas de milhares de cubanos na Praça da Revolução.

Antes da passeata falou Ulises Guilarte, secretário-geral da CTC – Central de Trabalhadores de Cuba. Disse que a mobilização popular é uma mostra de respaldo ao processo revolucionário, à nova direção do país e à geração histórica que tem liderado o projeto de justiça social instaurado em janeiro de 1959.

Em nome do movimento sindical cubano, Guilarte exigiu o fim do bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos EUA desde o começo dos anos 60 e a devolução do território ocupado pela base naval norte-americana de Guantánamo.

No plano internacional, o secretário-geral da CTC reiterou a solidariedade à Venezuela e condenou a ingerência dos EUA contra os governos progressistas na América Latina. Respaldou o ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva e defendeu o diálogo e a reconciliação na Nicarágua.

Ao concluir o discurso, começou o desfile pela Praça da Revolução de Havana. Atos semelhantes foram realizados em todo o país em apoio à construção de um socialismo próspero e sustentável.

 

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up