Chanceler cubano denuncia proibição de voos charter dos EUA a esta Ilha

Editado por Lorena Viñas Rodríguez
2020-03-11 07:44:37

Pinterest
Telegram
Linkedin
WhatsApp

Havana, 10 de março (RHC).- O ministro cubano das Relações Exteriores, Bruno Rodríguez, denunciou a suspensão de voos charter de companhias aéreas norte-americanas a esta Ilha, no marco do endurecimento do bloqueio vigente desde o começo da década de 1960. Washington só autoriza os que têm como destino Havana, a capital.

No Twitter, ressaltou os prejuízos aos laços familiares entre cubanos residentes no país e nos EUA, e disse que a medida viola os direitos humanos e o direito à liberdade de viagem dos cidadãos estadunidenses.

A respeito, o diário “Granma”, editado em Havana, afirma que a suspensão faz parte da estratégia anticubana de Washington. Com isso, o presidente Donald Trump busca ganhar o apoio dos segmentos mais reacionários da emigração cubana nos EUA com vistas às eleições presidenciais do final deste ano, aponta a matéria.



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
Reproduzindo agora
Somos Jóvenes
A seguir
  • El Idioma de Cervantes
  • Así es mi tierra
  • Cuba Campesina

Mais vistas

up