Vacina cubana antiCovid Abdala será aplicada em grávidas e mães que amamentam

Editado por Lorena Viñas Rodríguez
2021-07-23 21:47:17

Pinterest
Telegram
Linkedin
WhatsApp

Imagen ilustrativa tomada del periódico Granma

Havana, 22 de julho (RHC).- A partir do dia 29 deste mês, a vacina cubana antiCovid-19 Abdala será aplicada em grávidas e mães que amamentam para proteger esse segmento vulnerável da população.

A doutora Noemi Doris Causa, chefe do Programa de Atenção Materno Infantil do ministério de Saúde Pública, disse que serão imunizadas as maiores de 18 anos que estiverem no segundo ou terceiro trimestre da gestação.

Informou que em todos os municípios do país serão habilitados centros de vacinação com esse propósito, com a participação dos profissionais do sistema de atenção primária, conhecido como Médico da Família.

“Devemos lembrar que a vacinação é um passo essencial, mas a chave continua sendo a prevenção e ajudar às vacinas cumprindo as medidas higiênico-sanitárias estabelecidas”, sublinhou a alta funcionária.

Em nove de julho, o Centro para o Controle Estatal de Medicamentos, Equipamentos e Dispositivos Médicos autorizou o uso emergencial da Abdala, levando em conta sua eficácia de 92,28% contra o Sars-Cov2, demonstrada nos ensaios clínicos.



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
Reproduzindo agora
Nuestra América
A seguir
  • De Cuba Son
  • Efemérides
  • Reflejos

Mais vistas

up