Relações com os EUA em debate no simpósio sobre a Revolução cubana

Havana, 25 de outubro (RHC).- O confronto EUA-Cuba e a situação depois do reatamento das relações bilaterais estão no foco dos debates desta quarta-feira no 2º Simpósio Internacional “Revolução cubana: gênese e desenvolvimento histórico”, em curso em Havana.

Também são abordadas as identidades culturais de ambos os países e os novos cenários de um conflito histórico, além da integração latino-americana e caribenha, a obra social, econômica e cultural da Revolução cubana e a vigência do pensamento do comandante guerrilheiro Ernesto Che Guevara.

Na abertura do simpósio, o presidente do Instituto de História de Cuba, René González, chamou a não esquecer o começo do processo de mudanças no país sob a liderança de Fidel Castro, a partir de janeiro de 1959.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up