Diplomatas cubanos no Líbano doam sangue para vítimas de explosão em Beirute

Havana, 6 de agosto (RHC).- O embaixador de Cuba no Líbano, Alexander Pellicer, e o ministro-conselheiro Raúl Ernesto Madrigal, doaram sangue para as vítimas da explosão registrada na terça-feira no porto de Beirute.

Ambos aderiram ao chamamento do governo libanês para garantir a disponibilidade de sangue nos hospitais e buscar ajuda internacional para atender os milhares de feridos no desastre.

O presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, enviou mensagem de condolências a seu homólogo libanês, Michel Aoun, em nome do povo e governo desta Ilha.

Em Beirute, informou-se de 137 óbitos confirmados e cerca de 5.000 feridos. Porém, o ministério da Saúde alertou que há muitas pessoas desaparecidas.

A detonação de 2.750 toneladas de nitrato de amônio guardadas há vários anos num depósito no porto em condições inseguras provocou enormes danos materiais na capital libanesa.

O governador Marwan Abboud disse que ainda é cedo para definir o montante dos prejuízos. “A cada segundo vemos mais e mais coisas que foram destruídas”, afirmou.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up