Presidente da Venezuela convoca a exercício cívico-militar ante eventual agressão militar

Editado por Lorena Viñas Rodríguez
2017-08-15 11:51:21

Pinterest
Telegram
Linkedin
WhatsApp

Havana, 15 de agosto (RHC).- O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou que nos dias 26 e 27 deste mês será realizado um exercício cívico-militar de preparação para defender o país ante uma eventual agressão militar do exterior. A convocação foi feita levando em conta o endurecimento do discurso agressivo dos EUA contra essa nação.

Falando a milhares de pessoas concentradas perante a sede do governo, em Caracas, Maduro pediu à Comissão da Verdade, Justiça e Paz abrir processo contra os que pediram nos últimos tempos uma intervenção militar na Venezuela e apoiaram as ameaças do presidente norte-americano Donald Trump de usar a força para impor os interesses de Washington.

Por sua vez, o primeiro vice-presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela, de governo, Diosdado Cabello, exigiu dos EUA respeito ao país. Ao participar da marcha antiimperialista em Caracas, Cabello rechaçou as declarações agressivas de Trump e sugeriu-lhe ocupar-se de seus problemas internos, como o racismo e a xenofobia.



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
Reproduzindo agora
Portugués
A seguir
  • Nuestra América
  • De Cuba Son
  • Efemérides

Mais vistas

up